do Gr. photós + páthos

Posted in filosofia by Paulo S. on 11/11/2013

Como a linguagem da multidão se desnaturou a um ponto inimaginável, desaparece o horizonte crítico que permitiria às sociedades detectarem o seu estado precário e a iminência do seu colapso: mas o alimento mediático exclusivo e deletério que absorvem sem cessar preenche todo o espaço das mentes empobrecidas, neutraliza a razão, paralisa o juízo crítico e leva-as a transigir com a abominação que tudo infiltra.

Quem suscitasse ainda um discurso insubmisso não encontraria veículo para se fazer escutar, e essa forma radical de censura excede as perseguições e os autos-de-fé dos séculos passados, porque doravante nenhuma voz de revolta poderá ser ouvida, perante a muralha ciclópica do optimismo consumista, reerguida hora a hora pelos títeres do poder subterrâneo.

A aniquilação da crítica arrastará – arrasta já, como duvidar – a aniquilação da ética. E como o roubo e a corrupção são casos particulares de propriedade privada, eles tornam-se, paradoxalmente, no motor central da respeitabilidade. Assim declina, bascula e se desmorona o ‘imperativo categórico’ kantiano (que parecia firmemente ancorado na conciência humana) e poderemos perguntar se os que dele assim são destituídos permanecem integralmente humanos.

O grande escândalo da sociedade abjecta é que ninguém mais se possa escandalizar.

António Bracinha Vieira em http://obeissancemorte.wordpress.com/2013/11/03/um-ensaio-de-antonio-bracinha-vieira-sobre-o-terror-do-capital-financeiro-a-biopolitica-e-o-futuro/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: