do Gr. photós + páthos

Armar estrondo (p. 4)

Posted in Le Monde diplomatique by Paulo S. on 25/06/2012

De facto, a imposição da presença própria – pela roupa extravagante; pelo comportamento desmesurado; pela ostentação do corpo treinado no ginásio; pela potência, ruído e pintura do automóvel – acabam por realizar como uma dupla negação, em que ao negarmos as negações de que somos alvo, acabamos, por paradoxal que pareça, por confirmá-las. Todos estes modos de reacção e acção surgem integrados nas práticas concretas dos jovens operários, como que num reportório que é susceptível de ser, engenhosamente, aplicado às circunstâncias sempre mutáveis e imprevistas da vida de todos os dias.

Bruno Monteiro em Le Monde diplomatique – edição portuguesa (nº 68 | II série | Junho de 2012)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: