do Gr. photós + páthos

Posted in filosofia by Paulo S. on 09/04/2012

Conta-se que uma noite, numa aldeia jasídica, no final do Sabat, os judeus estavam reunidos numa casa miserável. Eram todos do lugar, excepto um, a quem ninguém conhecia, paupérrimo, andrajoso, que permanecia acocorado no canto mais escuro. A conversa incidira sobre os temas mais diversos. De súbito, alguém animou o serão com uma pergunta interessante: qual o desejo que cada um formularia se pudesse satisfazê-lo? Um queria dinheiro, outro um genro, um terceiro uma nova banca de carpinteiro, e por aí fora, à volta do círculo. Depois de todos terem falado, sobrou o mendigo, no seu canto escuro. Hesitante e de má vontade lá acabou por responder também: «Queria ser um rei poderoso, reinar num grande país, estar uma noite a dormir no meu palácio enquanto o inimigo violava as fronteiras e a sua cavalaria me cercava o castelo antes do amanhecer sem encontrar resistência; desperto pelo terror, sem tempo sequer para me vestir, fugia de camisa de dormir, perseguido por montes, vales, bosques e colinas, sem tréguas nem repouso, até chegar são e salvo a esta terra. Era isso que queria». Os outros olharam-no desconcertados. «E que terias ganho com isso?», perguntaram. «Uma camisa», respondeu.

BENJAMIN, Walter, Kafka (1934), Kafka, Trad. Ernesto Sampaio, Lisboa, Hiena Editora, 1994, pp. 59-60.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: