do Gr. photós + páthos

sonhos V

Posted in filosofia by Paulo S. on 29/11/2011

Mas se tenho um prazer, se tenho consciência de ter um prazer, verificamos desde logo, primeiro, que é suficiente que eu tenha consciência de ter este prazer para que eu o tenha como veraz; pouco importa que seja um sonho; do mesmo modo que o cogito de Descartes se pode praticar em sonho, o prazer que posso ter em sonho em me passear num campo perfeitamente imaginário não é menos um verdadeiro prazer.

Jean-Paul Sartre em Consciência de Si e Conhecimento de Si (p. 102)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: