do Gr. photós + páthos

Posted in filosofia by Paulo S. on 13/02/2011

Note-se bem: à pedra é-lhe dada feita a sua existência, não tem que lutar para ser o que é: pedra na paisagem. Mas para o homem existir é ter de combater incessantemente com as dificuldades que o contorno lhe oferece; portanto, é ter de fazer em cada momento a sua própria existência. Diríamos, pois, que ao homem é dada a possibilidade abstracta de existir, mas não lhe é dada a realidade. Esta tem de a conquistar ele, minuto após minuto: o homem, não só economicamente, mas sim metafisicamente, tem de ganhar a vida.

ORTEGA Y GASSET, José, Meditación de la Técnica (1939), Meditação sobre a Técnica, Trad. Margarida I. A. Amoedo, Lisboa, Fim de Século, 2009, p. 47.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: