do Gr. photós + páthos

Posted in diálogos by Paulo S. on 29/12/2010

O mito de que os Estados Unidos foram povoados pelos descendentes de minorias corajosas, idealistas e amantes da liberdade, que se haviam revoltado contra a injustiça, o sectarismo e o obscurantismo dominantes nos países de origem, estás rapidamente a desmoronar-se perante os resultados surpreendentes da análise que tem sido feita sobre a imigração destes últimos anos. A verdade é que a maioria dos imigrantes não anglo-saxões desde a Revolução, assim como a maioria dos imigrantes anglo-saxões antes da Revolução, não é ou não fui constituída pelos melhores dos respectivos países, mas sim pelos falhados e pelos inadaptados: irlandeses a morrerem de fome na Irlanda, alemães incapazes de resistir ao Sturm und Drang da reorganização pós-napoleónica, italianos enlutados num solo esgotado, escandinavos só pele e osso e sem cérebro, judeus demasiado incompetentes até para enrolar os bárbaros camponeses russos, polacos ou romenos.

MENCKEN, Henry Louis, On Being an American (1922), Os Americanos, Trad. Fernando Gonçalves, Lisboa, Antígona, 2005, pp. 32-33.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: