do Gr. photós + páthos

I saw the best minds of my generation…*

Posted in filosofia by Paulo S. on 11/06/2007

Nesses anos de 1975/1976, com um grupo de amigos, escrevia literatura pelas paredes da cidade, citações do que nos ia na alma, sentenças dos nossos heróis mais secretos, mas, das dezenas de tiradas rabiscadas no escuro das noites, apenas uma conseguiu emergir por entre os grafittis políticos políticos que na época banalizavam a escrita mural – sem surpresa, tratava-se da frase que inicia a quinta estrofe do Canto Primeiro, “Fiz um pacto com a prostituição para semear a desordem nas famílias”. Foi um escândalo, com honras de invectivas nos jornais locais e tudo… Mais de cem anos depois a sombra de Maldoror ainda atemorizava os homens! Houve diferentes máximas sacadas aos Cantos, mas nenhuma outra obteve a força de choque que esta conseguiu.

Adolfo Luxúria Canibal in “Prefácio” aos Cantos de Maldoror de Conde de Lautréamont (p. 14)

* Allen Ginsberg, Howl (1956)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: